25 de jun de 2010

Oitavas de final: agora começa a Copa

Caros leitores, embora seja a segunda (e não será a última) vez que falo sobre Copa do Mundo aqui, este blog não virou esportivo. Aliás, longe disso, afinal não entendo quase nada de futebol. Mas em época de Copa do Mundo, sempre procuro assistir aos jogos, mesmo os de seleções desconhecidas e de futebol ruim. Como mero espectador, confesso estar decepcionado com os resultados. Tirando algumas poucas goleadas, são poucos os gols nas partidas, sempre 0 x 0 (vide Brasil e Portugal hoje, em jogo que deixou a desejar), 1 x 0, 1 x 1 e fica nisso. Sem falar nas zebras. França e Itália de volta para casa, enquanto a Eslováquia passando. A partir de amanhã, começa o mata-mata: as oitavas de final. E depois de duas semanas de jogos entediantes, vamos ver se agora a emoção entra em campo também. Assim serão os jogos:

26/06: Uruguai x Coreia (11h, horário de Brasília) e EUA x Gana (15h30)

27/06: Alemanha x Inglaterra (11h) e Argentina x México (15h30)

28/06: Holanda x Eslováquia (11h) e Brasil x Chile (15h30)

29/06: Paraguai x Japão (11h) e Espanha x Portugal (15h30)

Caso o Brasil passe para as quartas de final, enfrentará ou Holanda, ou Eslováquia, na sexta-feira, dia 2 de julho.

20 de jun de 2010

Azul de outono

Já dizia o pequeno perfil que fiz aqui no blog: sou apreciador dos dias cinzentos. Entretanto, nesta época de fim de outono e durante o inverno, dias ensolarados também ficam muito bonitos. Diferentemente do azul pálido e doentio do verão, no frio o céu fica azul intenso, muito bonito. E foi isso que me inspirou, no fim de semana passado, a tirar foto do belo fim de tarde:

15 de jun de 2010

Chegou a hora!


Quatro anos se passaram velozmente e já chega a hora de mais uma Copa do Mundo. Uma Copa diferente, no frio, na África. Embora eu não seja muito fã de futebol e nem seja patriota (longe disso, aliás), não há como não se envolver com o clima que toma conta do país nesta tarde de terça-feira. Enquanto escrevo esse post, dezenas de cornetas (que, a partir desta Copa, nunca mais terão o mesmo nome: viraram vuvuzelas) podem ser ouvidas. Faltam menos de duas horas para começar o que une o país, de norte a sul. As ruas também estão decoradas, duas fotos tiradas por mim ontem:




Se alguém ainda não sabe, o próximo jogo do Brasil é no próximo domingo, às 15h30, contra a Costa do Marfim. O jogo seguinte, último da primeira fase, é contra Portugal, na sexta, dia 25/06, às 8h30. Caso o Brasil passe para as oitavas de final sendo o primeiro do grupo (o que, mesmo não entendendo muito de futebol, creio que vá acontecer), jogará no dia 29 de junho contra o segundo colocado do grupo H (que conta com Chile, Espanha, Honduras e Suíça).

4 de jun de 2010

Linha 4 - amarela: de primeiro mundo


A linha 4 - amarela do metrô (que na verdade é operada pela ViaQuatro, e não pela empresa Metrô, embora seja uma linha de metrô - não sei se consegui ser claro) começou a ser construída há quase seis anos, no final de 2004. A princípio, estava prevista para ser inaugurada no ano de 2008. No entanto, alguns acidentes e imprevistos acabaram atrasando a obra. O acidente mais grave ocorreu no dia 12 de janeiro de 2007, quando uma parte da estação Pinheiros desabou. A cratera que se abriu engoliu parte de uma rua, carros, micro-ônibus, compremeteu a estrutura de algumas casas e ainda custou a vida de sete pessoas.


Mas, em 25 de maio de 2010, finalmente a inauguração, e nesta fria manhã de sexta resolvi atravessar a cidade para conferir.

Por enquanto, estão em operação apenas duas estações: a Paulista (que faz ligação com a estação Consolação, da linha 2 - verde) e a estação Faria Lima. A linha está funcionando apenas de segunda a sexta, das 9h às 15h (abriu durante este feriado de Corpus Christi, excepcionalmente), em fase de testes. Por isso, para andar na linha amarela ainda não é necessário pagar passagem. Entretanto, para voltar da linha amarela para a verde é necessário pagar os R$ 2,65.




Tanto na estação Paulista, quanto na Faria Lima, a linha de bloqueios (popularmente conhecida como catracas) conta com portas de vidros, que se abrem quando o usuário precisa passar. Nas plataformas, mais portas de vidro, que se abrem apenas quando o trem para na estação e abre suas portas. Isso evita que objetos ou mesmo pessoas caiam nos trilhos. Mas, até aqui, nada de novidades, pois já essas duas coisas já existem na estação Sacomã, da linha 2 - verde (inaugurada há alguns meses). As novidades estão no trem. O sistema é driverless, ou seja, os trens não possuem operadores. Desta forma, é possível ir para a parte de frente e observar os trilhos, o que é bom para saciar a vontade daqueles que sempre quiseram andar na cabine dos operadores de trem. Além disso, é possível passar de um carro (popularmente conhecido como vagão, mas o termo ''vagão'' é utilizado para cargas) para o outro com o trem em movimento. As únicas coisas que eu não gostei muito foram a largura do trem - muito mais estreito que os das demais linhas - e a disposição das barras que servem para os usuários segurarem durante a viagem.



Até o final do ano serão inauguradas as estações Pinheiros e Butantã. Em 2011, as estações Luz e República começarão a funcionar. Interligando as linhas 1, 2 e 3 do metrô e algumas de trem, a linha 4 cria novas possibilidades de trajeto, o que contribuirá para desafogar trechos superlotados do metrô, como a estação Sé, por exemplo. E até 2014 haverá a inauguração das estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, Fradique Coutinho, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia. Portanto, quando pronta, serão 11 estações e 12,8km de extensão.